• YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon

© 2017 Cibele Codonho.

Fotos de Marco Aurélio Olimpio e Agnaldo Rocha Papa 

Todos os diretos reservados. Desenvolvido por Lucas Almeida

Você encontra Cibele Codonho nas principais plataformas digitais e redes socias

Press

Quarto Gig Nova faz encontro inédito de vozes

Projeto do Estadão de valorização e identificação de uma nova geração de músicos abre 2018 com uma reunião de cantores com grupos vocais; Irene Atienza, Patricia Bastos, Cibele Codonho, Vanessa Moreno e Marcelo Pretto se juntarão aos conjuntos Barbatuques, Seis Canta e Sambaranda em noite única, nesta quinta, às 21h

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2018

Saem os instrumentos, chegam as vozes de quem está fazendo a novidade  Foto: FELIPE RAU/ESTADÃO

Depois de três edições darem visibilidade a mais de 50 instrumentistas da geração que desponta criando uma nova música brasileira a partir de São Paulo, o projeto Gig Nova abre 2018 com uma proposta inédita. Em vez de instrumentos, vozes. E vozes também com funções instrumentais.

Seguindo o formato original do projeto, de promover reuniões exclusivas com talentos pouco visíveis mesmo no fluxo de notícias dos cadernos culturais, o jornal escolheu cinco cantores e três grupos vocais e os misturou em quatro formações (as gigs, como chamam os músicos). A apresentação dessas quatro gigs será hoje, a partir das 21h, na casa de shows Tupi or not Tupi, na Vila Madalena.

Cibele Codonho Foto: FELIPE RAU/ESTADÃO

A terceira gig terá Cibele Codonho dividindo vozes com o sexteto Sambaranda. Cibele tem histórico de grupos vocais. Filha de Odécio Codonho, mentor do antológico Trio Tambatajá, um dos primeiros a levar a bossa nova ao Japão nos anos 60, ela criou, nos anos 90, ao lado de Leni Requena e da irmã, Solange Codonho, o grupo de repertório brasileiro A Três. Aula de Canto, uma das canções gravadas no álbum Vocalise, teve arranjo de Severino Filho, dos Cariocas, o maior grupo vocal brasileiro de todos tempos. Em 2005, lançou com Filó Machado um álbum em homenagem a Tom Jobim, Tom Brasileiro e seu disco atual, Afinidade, dirigido por Pichu Borrelli, tem entre as participações o cantor Mark Kibble, do grupo norte-americano Take 6, considerado a bíblia dos grupos vocais contemporâneos. 

Confira abaixo a versão impressa do 4º Gig Nova Estadão 2018 no Caderno 2